Qual a melhor posição para o bebê dormir quando está com cólica?


A cólica no bebê é um problema que afeta muitos recém-nascidos, principalmente nos primeiros meses de vida. As dores podem ser incômodas tanto para os pequenos quanto para os pais, já que causam desconforto e choro constante. Além disso, as cólicas também dificultam o sono, deixando o bebê irritadiço e cansado. Por isso, aprender qual é a melhor posição para o bebê dormir quando está com cólica pode ser uma maneira eficiente de aliviar esse desconforto e proporcionar momentos mais tranquilos à família.

Identificando as cólicas

Antes de entender qual a melhor posição para o bebê dormir quando apresenta cólicas, é importante saber identificar os sintomas desse problema. Algumas características que podem indicar cólicas no bebê são:

  • Choro intenso, geralmente no mesmo horário todos os dias;
  • Agitação, inquietação e movimentos bruscos com as pernas;
  • Rosto vermelho e expressão de dor;
  • Aumento da produção de gases;
  • Inchaço na barriga;
  • Dificuldade para dormir ou acordar constantemente durante o sono.

Caso perceba esses sinais em seu bebê, é importante consultar um pediatra para obter orientações adequadas e confirmar o diagnóstico de cólicas.

Melhores posições para o bebê com cólica dormir

Existem algumas posições mais indicadas para ajudar o bebê com cólicas a dormir melhor, proporcionando alívio do desconforto e favorecendo o relaxamento. Confira abaixo as principais:

Barriga para cima

A posição de barriga para cima é a mais recomendada tanto para os recém-nascidos quanto para os bebês maiores, mesmo que estejam com cólicas. Isso porque essa posição diminui o risco de morte súbita infantil, além de permitir uma melhor respiração e prevenir o refluxo gastroesofágico.

Relacionado  Como o chá de funcho pode ajudar na perda de peso

No entanto, quando o bebê está com cólica, pode ser útil colocá-lo nessa posição com algumas modificações, como elevar um pouco o tronco utilizando um travesseiro ou apoio, posicionando-o em um ângulo de 30 graus em relação à superfície plana. Essa elevação auxilia na liberação dos gases, aliviando assim a dor abdominal.

Lado esquerdo

Deitar o bebê de lado, preferencialmente do lado esquerdo, também pode ser uma boa opção para aliviar as cólicas e facilitar o sono. Nessa posição, a digestão ocorre de maneira mais eficiente, já que o estômago se localiza desse lado do corpo. Além disso, há uma maior facilidade na eliminação de gases, o que contribui para a redução das dores abdominais.

Pode-se optar por essa posição para o bebê dormir quando as cólicas forem muito intensas e ele não conseguir se acalmar de barriga para cima. No entanto, é importante lembrar que a posição lateral oferece um maior risco de sufocamento, principalmente em bebês menores de 4 meses. Sendo assim, sempre certifique-se de que a cabeça e o pescoço estejam bem apoiados e que não haja objetos ou cobertores soltos no berço que possam prejudicar a respiração do pequeno.

Posição vertical

Ainda que não seja indicado colocar o bebê para dormir na posição vertical, essa pode ser uma alternativa temporária para aliviar as cólicas antes de deitá-lo novamente. Ao segurar o bebê em pé, com o peito encostado ao seu ombro e a cabeça apoiada em seu pescoço, você estará ajudando na liberação dos gases e na redução das dores abdominais.

Pode-se realizar esse procedimento por alguns minutos até que o bebê se acalme e, em seguida, posicioná-lo novamente no berço, preferencialmente de barriga para cima ou de lado, conforme as orientações acima.

Relacionado  Combata a apneia do sono com tratamentos naturais

Dicas extras para aliviar as cólicas

Além de escolher a melhor posição para o bebê dormir quando está com cólica, outras medidas podem ser tomadas para amenizar esse desconforto:

  • Fazer massagens suaves na barriga do bebê, com movimentos circulares e leves pressões, ajuda a liberar os gases;
  • Utilizar compressas mornas na região abdominal, desde que com cuidado para não causar queimaduras ou desconforto;
  • Manter uma rotina regular de sono, com horários bem definidos, colabora para o relaxamento do bebê e a diminuição das cólicas;
  • Oferecer um ambiente tranquilo e silencioso também favorece o sono e contribui para minimizar o desconforto das cólicas.

Lembre-se sempre de consultar um pediatra caso as cólicas persistam ou se intensifiquem, pois somente um profissional poderá avaliar adequadamente a situação e indicar os melhores cuidados para proporcionar alívio e conforto ao seu bebê.